O canal da Tecnologia

Em construção

Windows Defender é bom? Avaliação 2019!

0

O Windows Defender, é o antivírus gratuito que vem integrado ao sistema da Microsoft desde o Windows 8 e agora também no Windows 10. Inclui proteção básica contra vírus e outros malwares, além de um firewall.

Mas será o Windows Defender bom o suficiente para proteger o sistema contra as ameaças virtuais da internet? Ou será melhor instalar um outro antivírus gratuito, ou quem sabe, pensar até mesmo na compra de um antivírus pago?

Com base nos últimos testes publicados da AV-Comparatives, uma das mais respeitas instituições internacionais em testes de antivírus, elaboramos essa avaliação completa do desempenho do Windows Defender, confira.

Escrito com a colaboração do especialista em segurança, Luciano Augusto, criador do site: https://melhorantiviruspago.com.br/.

Windows Defender é um bom antivírus?

Antes de iniciar a avaliação da parte técnica, precisamos destacar uma importante vantagem do Windows Defender frente a outros antivírus gratuitos, como ele não possui uma versão paga, você não tem nenhuma propaganda com incentivo de compra, para muitos usuários essas mensagens costumam incomodar.

A nossa avaliação do Windows Defender será baseada em quatro aspectos principais, em ordem de importância:

  • Proteção em tempo real
  • Detecção e remoção de malwares
  • Falsos-positivos
  • Desempenho

Explicaremos melhor cada um deles, nos tópicos abaixo.

Proteção em tempo real

Como o nome sugere, esse é um dos testes mais importante de cada antivírus, pois indica a capacidade de proteger o sistema em tempo real das ameaças da internet, com por exemplo acessar uma página mal intencionado, clicar em links que direcionam para instalação de programas infectados, entre outras tentativas de phishing.

Imagem mostra o desempenho do Windows Defender no teste de proteção em tempo real da AV-Comparatives

O desempenho do Windows Defender não foi o melhor do teste, mas obteve boa pontuação, recebeu o selo de duas estrelas da AV-Comparatives, em um máximo de três estrelas.

O Microsoft Windows Defender conseguiu bloquear 99.1% dos ataques automaticamente, em 0.8% precisou de alguma intervenção do usuário, deixando o sistema ser comprometido em apenas 0.1% das tentativas.

O grande problema foi o número de falsos-positivos (linha em laranja no teste), 106 no total, que acontece quando o antivírus comete um erro, explicaremos melhor mais abaixo.

Detecção e remoção de malwares

Outro teste muito importante, determina a capacidade de identificar e remover vírus e outros malwares em mídias físicas com um pen drive, ou uma infecção que se espalhe através da sua rede interna, por exemplo.

Imagem mostra o desempenho do Windows Defender no teste de detecção de remoção de malwares no Windows

Aqui o Windows Defender foi muito bem, bloqueando 100% das ameaças, novamente o problema foi com alto número de falsos-positivos, 32 arquivos.

Falsos-positivos

Um falso-positivo acontece quando o antivírus detecta um arquivo legítimo como uma ameaça, por isso a importância de mover ameaças identificas primeiramente para a quarenta, assim se algum erro ocorrer é possível recuperar o arquivo.

Imagem mostra o número de falsos-positivos detectados pelo Windows Defender

Como mostramos acima no teste de detecção e remoção de malwares, o Windows Defender detectou 32 arquivos legítimos como ameaças. No teste de proteção em tempo real o número foi ainda maior, 106 incidências de falsos-positivos.

Foi um dos piores nesse quesito, ficando muito atrás dos melhores antivírus nesse teste, ESET apenas um, Avira com dois, Kaspersky, Avast e AVG com cinco.

Desempenho

O teste de desempenho avalia o impacto do antivírus no desempenho do sistema em tarefas comuns, como navegar na internet, extrair ou mover arquivos, instalar programas, entre outras atividades básicas no Windows. Alguns antivírus contam inclusive com um modo especial para games, onde o impacto é reduzido para não atrapalhar o desempenho durante os jogos.

Imagem mostra o teste de desempenho do Windows Defender

Aqui uma surpresa, apesar de ser integrado ao Windows, o Windows Defender acabou tendo o pior desempenho do teste, quanto maior a pontuação, maior é o impacto sobre o desempenho do sistema.

Avaliação final do Windows Defender

O Windows Defender se mostrou um bom antivírus para proteger o seu computador, em compensação teve problemas para lidar com falsos-positivos e uma nota ruim no teste de desempenho. Nossa impressão ao utilizar o Windows Defender é boa, a interface é simples e fácil para qualquer usuário utilizar.

Como citamos no início, tem a vantagem não exibir nenhum tipo de propaganda para uma versão paga, já que não existe. Concluímos dizendo que o Windows Defender é um bom antivírus, com capacidade suficiente de proteger o seu computador, mas existem opções melhores e também gratuitas no mercado, que você pode conferir no nosso guia de qual o melhor antivírus gratuito de 2019.

Gostou do artigo? Considere compartilhar nas suas redes sociais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.