Pular para o conteúdo

IoT: A Automação das Pequenas Atividades

  • Internet

Estamos cada dia mais próximos de realidades ficcionais de cenários futuristas retratados em filmes e séries. Agora, se vamos ter a distopia sedentária de WALL-E ou uma automação harmoniosa como em JETSONS, cabe a nós decidir.

A IoT é uma sigla que se refere a Internet of Things, ou, em português, Internet das Coisas. Esse termo é um dos queridinhos da área da tecnologia atualmente pois representa um grande passo na vida em sociedade: A automação de pequenas e irrelevantes tarefas. 

Há poucos anos atrás, vivíamos em um mundo onde precisávamos de um dispositivo para assistir a algum programa, outro para fazer uma conta, mais outro para tirar uma foto e, por fim, um para fazer ligações. 

Hoje em dia, tudo isso está compactado na palma da mão, o que denota um crescimento exponencial de avanços tecnológicos.

Integração em Dispositivos

Ao comprimir diversos gadgets em uma pequena tela, abriu-se espaço para diversas melhorias, uma vez que, com um sistema integrado em que várias funcionalidades respondem à mesma interface, tem-se uma conversação maior entre as tecnologias, proporcionando melhorias sistêmicas pensando em todas elas ao mesmo tempo.

E é nesta alçada que a internet das coisas foi imaginada. 

E se todas as atividades ínfimas e dispensáveis que realizamos no dia a dia fossem feitas por um algoritmo que entende as necessidades do seu usuário? Ou, se pudéssemos comandar uma ação apenas com uma frase? 

Foi aí que um conceito abstrato, muito presente no imaginário da população, virou uma realidade palpável.

Tecnologia para o bem e/ou para o mal

Com uma sociedade que exige cada vez mais, não somente no mercado de trabalho, mas também de outras áreas da vida, acentua-se a impressão de que os dias passam mais rápido e que um novo ano está a um piscar de olhos de distância.

Muito se atribui essa sensação à própria dinamicidade dos vários aspectos da existência em sociedade, que são “apressadas” pela tecnologia. 

Encontros cada vez mais casuais, amizades cada vez menos presenciais, consumo de mídia e de arte cada vez mais caseiro, e comunicações mais restritas por limites de caracteres, levam a entender que a solução é pausar um pouco toda essa conexão e fazer coisas do “mundo real”.

Mas, como hoje em dia o contrassenso vem se provando a regra, a melhor solução para tal angústia é mais tecnologia ainda.

A comodidade e a economia de tempo que se tem com a automação de tarefas como desligar a luz, ir ao mercado ou até configurar suas impressoras laser, faz uma enorme diferença na conta final. 

A IoT já é uma cômoda realidade

Um exemplo de como a IoT já está sendo implementada na vida de todos, são os assistentes de voz nos celulares, os quais já são disponibilizados por diversas fabricantes.

O mercado para o IoT só vem crescendo, ao passo em que a tecnologia vai permitindo uma facilidade na integração de dispositivos, já sendo vendidos com uma configuração compatível com dispositivos como o Echo Dot da Amazon, entre outros.

Em sites voltados a equipamentos de informática, como o Guia Impressoras, os itens mais vendidos são os que não precisam de cabos e que se conectam diretamente com dispositivos da casa através de Wi-fi ou Bluetooth, mostrando que já não há necessidade de ficar preso à estação de trabalho para conseguir realizar impressões, transmitir imagens para televisões e outras telas, ou enviar comandos para outro dispositivo qualquer.

Sensores inteligentes de presença em ambientes para economizar luz, geladeiras ultrainteligentes que fazem correlação entre uma lista de compras configurada pelo próprio usuário e o que tem em seu interior, fazendo as compras dos itens faltantes diretamente pela internet, mostram que o céu é o limite.

Mas, para quem tem ressalvas quanto aos preços (o que é razoável, considerando o quão futurista e luxuoso essas coisas parecem num primeiro momento), importa dizer que não há motivos para se preocupar, pois a internet das coisas já está presente em quase tudo, por mais que não percebamos.

Uma Confortável Nova Era

Tempo e dinheiro estão frequentemente relacionados quando se fala qualidade de vida. E é nesse sentido que a internet das coisas otimiza a vida de diversos perfis de pessoas, que podem aproveitar as minúcias do seu dia, como ouvir músicas durante uma caminhada sem se preocupar com os fios do fone, imprimir algum documento sem precisar levantar da cama, apagar ou acender as luzes com um comando de voz, atender uma ligação sem precisar apertar nenhum botão, entre outras diversas funções que fazem com que o tempo seja economizado. 

Conforme a tecnologia facilita o dia a dia, é possível utilizar a criatividade e a imaginação para conseguir trabalhar mais e melhor, ou optar por aproveitar o tempo poupado para passar bons momentos em família.

Embora às vezes a tecnologia possa assustar, saber como utilizá-la pode fazer dela uma grande amiga, de muito valor.

Redação: Bruna Bozano | Yúri Scarlatti

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *