Foi-se a época onde pensávamos em futuro como algo inatingível, cheio de fantasia e muito difícil de ser alcançável. Muitas pessoas percebem, inclusive, que já vivemos no futuro: dinheiro eletrônico, aviões, internet, conectividade, smartphone, Smart TV, relógio inteligente, etc.

Mas e os carros? Como serão os carros do futuro?

O que podemos esperar

Nos anos 1970 e 1980 parecia loucura imaginar que um avião seria um meio de transporte. O mesmo acontecia com carros de sete lugares, com ar condicionado ou vidros que subiam sozinhos.

Grandes sonhadores imaginavam carros que pudessem voar ou que fossem suficientes para apenas uma ou duas pessoas. Mas agora que o futuro já está aqui, o que realmente esperar?

As maiores fabricantes de carros investem pesado em pesquisas para desenvolvimento de modelos que já possuam GPS integrado. Um dos objetivos é a facilidade de encontrar o automóvel em caso de um acidente ou algum problema.

Outra novidade quase inacreditável são os modelos que dispensam a ação humana para dirigir e controlar o veículo. Sim, é isso mesmo: são carros que não precisam de motoristas. Por si só eles são capazes de se locomover pelas estradas e ruas, mantendo uma distância segura do veículo da frente.

E que tal um carro que você pode mudar a cor sempre que quiser? Alguns pesquisadores estão investindo no desenvolvimento de carros feitos à base de fibras especiais que ao receber impulsos eletromagnéticos são capazes de mudar de cor. Tudo ali, na ponta de seus dedos.

Carro do futuro

Dá para imaginar? Tudo isso está mais próximo que esperamos!

Carro do futuro: não está tão longe de nós

Uma das inovações do século XXI está na responsabilidade ambiental e a opção dos grandes fornecedores de produtos diversos em investir em projetos que sejam ambientalmente responsáveis. Os carros não são diferentes.

A maior parte dos grandes fabricantes fazem parte desse grupo seleto de investidores no meio ambiente, optando por projetos que não causem tantos prejuízos ao planeta. Embora isso pareça bem distante, não é: a Toyota, por exemplo, já anunciou seu veículo movido a hidrogênio e com emissão zero de carbono.

É esperado que já em 2015 esse modelo de veículo comece a ser comercializado, partindo da Califórnia.Além desse modelo inovador, o design é outra novidade. Os carros do futuro serão rápidos, híbridos e econômicos.

O que nos resta agora é esperar o avanço e patenteamento desses projetos para a fabricação desses modelos incríveis e (quase) surreais, mas que eram impossíveis de serem imaginados e financiados décadas atrás.

É o melhor da tecnologia do futuro para carros, garantindo maior segurança aos motoristas e passageiros e menos prejuízos para a sociedade e meio ambiente.