Com inovações cada vez mais frequentes e rápidas, nosso impulso consumista tem sido muito estimulado. Acabamos trocando de celular, computador e vários outros dispositivos eletrônicos com uma rapidez absurda, mesmo sem uma necessidade imediata. Com isso, mais e mais dispositivos se tornam inutilizados e acabam sendo jogados fora. Segundo dados da ONU, o brasileiro gera mais de meio quilo de lixo eletrônico ao ano, o que garante ao Brasil o posto de maior gerador desse tipo de lixo entre os países emergentes.

O mais preocupante é que esses eletrônicos são descartados erroneamente com o restante de lixo que produzimos diariamente, visto que na maior parte do país ainda não há coleta seletiva especifica para esse material. Além disso, a maioria das pessoas não possui consciência sobre quão mal o descarte incorreto desse “e-lixo” pode fazer: as substâncias tóxicas contidas nesses equipamentos – como mercúrio, cádmio, lítio e chumbo – contaminam o meio ambiente, gerando danos tanto ao planeta quanto a nós.

Desde 2010, quando o Governo Federal lançou a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), a lei estabelece que a coleta e a reciclagem desses resíduos sigam determinadas diretrizes, o que visa garantir a saúde ambiental e populacional. E já existem diversas alternativas para encaminhar os eletrônicos corretamente para descarte.

Conhecida como logística reversa, a devolução ao fabricante é uma das alternativas e, conforme determinado pela PNRS, um direito do consumidor.

A empresa fabricante é responsável pela coleta dos produtos após serem inutilizados. Confira algumas empresas que adotaram essa política:

  • A Apple garante um código de envio gratuito pelos Correios. Pedidos podem ser feitos pelo 0800-7723126 ou pelo e-mail applecs@oxil.com.br.
  • Já os cartuchos da HP podem ser descartados em postos nas lojas Saraivas ou Kalunga. Para outros equipamentos deve haver solicitação pelo email reciclagem@hp.com.
  • Informações de reciclagem e de postos de coletas da Positivo podem ser consultados através do e-mail recicle@positivo.com.br e nos telefones 4002-6440 (São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte e Brasília) e 0800-6447500 (outros locais).
  • Para obter conhecimento do melhor local para a coleta de produtos da empresa Lenovo é só entrar em contato pelo SAC no 0800-8850500 ou pelo e-mail reciclar@lenovo.com.
  • A Dell realiza a coleta buscando o material na casa do proprietário. É preciso agendar a visita pela seguinte página: abr.io/dell-reciclagem.
  • A Sony disponibiliza postos para coleta de pilhas e baterias. Maiores informações em: http://www.sony.com.br/meioambiente/descarteconsciente/.
  • A Samsung realiza o mesmo procedimento da Dell, com agendamento da coleta pelo site: http://www.samsung.com.br/recicle/ValidarEmail.aspx.

Outra alternativa é a doação do equipamento a ONGs:

  • O CDI (Comitê da Democratização da Internet) desenvolve projetos para a inclusão digital e está presente em mais de 12 países. Para realizar doações, basta entrar em contato com a unidade regional mais próxima: (21) 2558-5695 ou (11) 3666-0911, ramal 23.
  • Os Centros de Recondicionamento de Computadores (CRC) reutilizam equipamentos doados em atividades de formação educacional e profissionalizante com jovens de baixa renda. O projeto funciona em Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Lauro de Freitas (BA), Porto Alegre (RS) e Recife (PE). O telefone para contato é (61) 3311-6389.

Existem também instituições para o descarte correto dos dispositivos:

Descarte Certo: (11) 4153-1777

CEDIR – USP: (11) 3091-6400

Coopermiti: (11) 3666-0849

Texto produzido por Humberto Puperi, diretor de pré-venda da Cinco TI, para uso exclusivo do site TechTube.