Firefox vai implementar recursos contra rastreamento na internet

A Mozilla anunciou ontem, quinta-feira dia 30 de agosto de 2018, em seu blog oficial sobre os lançamentos da Firefox, uma mudança na abordagem da empresa quanto ao rastreamento na internet. De acordo com o comunicado da empresa, nos próximos meses a Mozilla planeja implementar recursos que irá bloquear o rastreamento e ainda oferecer opções sobres as informações que compartilham com os sites acessados.

O primeiro recurso que será implementado e testado no Firefox Nightly pela companhia irá melhorar o desempenho de carregamento da página. O novo recurso é baseado em um estudo que constatou que 55,4% do tempo total necessário para carregar um site médio foi gasto carregando rastreadores de terceiros. Por isso o novo recurso terá à função de bloquear rastreadores que diminuem o carregamento de páginas.

O recurso será testado em setembro e caso obtenha sucesso, a Mozilla irá iniciar o bloqueio de rastreadores de carregamento lento por padrão no Firefox 63.

O próximo passo será remover o acompanhamento entre sites, através do eliminação de cookies e bloqueio o acesso ao armazenamento de conteúdo de rastreamento de terceiros. A Mozilla pretende implementar a versão de testes para os usuários beta no Firefox 65 em setembro.

Outro recurso que a companhia pretende implementar nas futuras versões do Firefox tem como intuito conter praticas nocivas que invisivelmente coletam informações de usuários identificáveis ​​ou degradam a experiência do usuário através de uma técnica conhecida como fingerprinting, que pode identificar o usuário a partir das características do dispositivo utilizado e ainda por meio de acesso a sites que usam o processamento do aparelho para minerar criptomoedas sem o conhecimento do usuário.

A Mozilla destaca que seus esforços para proteger seus usuários tem como foco a capacitação dos mesmos.

Para aprender como habilitar manualmente os novos recursos de proteções acesse o blog oficial sobre os lançamentos da Firefox (Blog Mozilla).

Fonte: Blog Mozilla

Mais notícias sobre o navegador Firefox

Leave a Reply