Acredite, é mais comum que você imagina: muitos consumidores adquirem um receptor digital e, ao chegar em casa, percebem que na verdade estavam em busca de um conversor digital. Para sanar a sua dúvida antes de sair de casa, separamos alguns tópicos para explicar a diferença entre os dois tipos de aparelho.

É muito importante checar todas essas informações e se certificar de qual é o seu objetivo antes de efetuar a sua compra – afinal, você não vai querer ter um gasto desnecessário a mais, certo?

TVs de turbo mais antigas (e atenção, sem sinal digital! Elas precisam de um conversor digital) ou as TVs mais novas, como as de LCD, LED ou Plasma transmitem a programação dos canais abertos por meio da antena UHF. Para começar, é preciso sinalizar que o conversor digital funciona para canais locais, ele capta o sinal da TV aberta da sua cidade – agora em HD, devido ao desligamento do sinal analógico em todos os Estados brasileiros.

Ou seja, o trabalho do conversor digital é basicamente este: transmitir toda a programação dos canais abertos da cidade na sua TV. Por exemplo, se na sua cidade a transmissão da Globo é feita por uma afiliada, você terá acesso ao conteúdo produzido pela afiliada, não pela original. Usando sua antena UHF e um conversor, você consegue assistir ao conteúdo com qualidade HD. O conversor digital pode ser interno – já vem embutido no seu aparelho de TV (comum a TVs fabricadas a partir de 2010) – ou externo. O conversor digital externo lembra um aparelho de TV a cabo no formato, e pode ser adquirido por um valor acessível. E sim, qualquer antena externa UHF, mesmo se for um modelo antigo e mais simples, consegue captar o sinal digital.

Clique aqui e confira alguns modelos de conversor digital.

Agora vamos falar sobre o receptor digital, que é um pouquinho diferente. Para começo de conversa, se você tiver uma antena parabólica e ligar a sua TV, ela vai sincronizar canal nenhum. Ou seja, mesmo para transmissão de canais analógicos, você precisa necessariamente de um receptor digital.

Existem três tipos de receptores digitais no mercado:

  • Receptor analógico: só transmite canais analógicos por meio do sinal de TV aberta;
  • Receptor Anadigi: transmite canais analógicos e digitais;
  • Receptor analógico, SD e Digital HD: capta todos os canais possíveis – analógico, digital SD e HD.

E sim, existem diferenças nos canais digitais! Vamos explicar. SD é uma sigla para Sinal Digital, enquanto HD é uma sigla para High Definition (alta definição). A vantagem dos canais digitais é que eles te dão mais opções de uso diretamente no controle. Caso o canal forneça estas informações, você pode usar o controle remoto para consultar a grade de programação e checar o que será exibido nas próximas horas, por exemplo. Reforçamos que o sinal HD atinge o nível máximo de qualidade e nitidez de som e de imagem.

Para fazer o seu receptor digital funcionar, é preciso liga-lo à sua TV utilizando o cabo HDMI.

Para finalizar, é importante destacar que todas as informações fornecidas neste artigo estão relacionadas a uma programação gratuita. Com o conversor ou com o receptor digital, você tem acesso a todos os canais abertos da sua região – analógicos, digitais ou em HD!

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

treze + dezesseis =