O ritmo do avanço tecnológico em nosso cotidiano tem sido responsável por mudanças de hábitos e da maneira como exploramos o mundo. Podemos alcançar uma maior extensão no mundo digital. Cada vez mais recorremos à internet para realizar tarefas do nosso dia a dia, de uma forma bastante natural.

A um clique de distância, é possível ler notícias de qualquer parte do mundo, ouvir músicas, conhecer pessoas, entre muitas outras possibilidades como comprar e vender produtos e serviços. Podemos, por exemplo, “ir ao banco” para realizar transações através de apps ou sites.

Quando se trata de dinheiro e informações pessoais, segurança online é uma grande preocupação. Com bastante recorrência, se ouve nos noticiários notícias de vazamentos de dados de usuários ou ataques cibernéticos, inclusive em instituições financeiras. Por isso é muito frequente a questão: É seguro fazer transações bancárias online? Através do site ou do app, qual o melhor?

Vantagens e desvantagens do app e do site

É fato que as duas opções trazem consigo benefícios em comum, tais como acesso ao seu saldo 24hs por dia, possibilidade de fazer transferências a qualquer momento, não precisar se deslocar até uma agência física ou caixa eletrônico e, também, não ter que aguardar a sua vez em uma fila. Ainda, cada opção tem suas vantagens e desvantagens e não há como garantir 100% de segurança em nenhuma das duas formas de acesso.

Segundo o analista de segurança da Kaspersky, Fabio Assolini, acessar o banco através do aplicativo de celular oferece menos riscos do que acessá-lo pelo computador através de um navegador. Isso porque, atualmente, existem mais trojans (programas maliciosos de computador) bancários desenvolvidos para infectar máquinas com o sistema operacional Windows.

Contudo, percebe-se que os ataques estão migrando para atingir dispositivos móveis. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (FEBRABRAN), o número de transações bancárias pelo celular no Brasil já são mais comuns que as transações físicas. Essa tendência na mudança de hábito dos clientes de bancos e instituições financeiras pode explicar a razão da migração dos ataques para celulares e tablets.

Os principais riscos no celular são conexões em Wi-Fi público, instalação de um aplicativo falso no celular ou ataque de phishing. Então, quando não estiver acessando uma rede de Wi-Fi doméstica ou confiável, prefira o acesso por conexão 3G ou 4G para pagamentos ou transações, pois, em uma rede de Wi-Fi pública alguém mal intencionado pode monitorar o acesso e fazer redirecionamento de sites em uma tentativa de golpe.

Comportamento na rede e a segurança

A segurança na internet deve ser tratada com bastante prioridade, não apenas quando acessamos um banco digital. É preciso tratar o assunto com responsabilidade e ter uma atitude pró ativa em toda a nossa atividade na rede, seja comprando em lojas com referências ou fazendo uma fezinha em casas de apostas confiáveis, não expondo informações sensíveis de forma pública, por exemplo.  Sempre que realizar operações envolvendo dinheiro, o cuidado deve ser redobrado.

As instituições financeiras nunca enviam e-mails ou SMSs pedindo informações pessoais aos seus clientes. Por isso, sempre desconfie de mensagens que solicitam dados bancários ou dados pessoais. Em caso de dúvidas, sempre acione o banco através de um canal de comunicação oficial da instituição.

O site da FEBRABRAN traz uma série de recomendações de como agir na rede para ter mais comodidade e segurança no acesso ao banco online. Entre elas destacamos:

  • Manter instalado no computador um antivírus original e atualizado
  • Trocar as senhas periodicamente
  • Utilize equipamentos confiáveis – Não utilize PCs públicos ou computadores de desconhecidos para fazer transações bancárias
  • Nunca abra arquivos ou links de origem duvidosa
  • Nunca abra e-mails de procedência ou origem duvidosa
  • Mantenha atualizados o sistema operacional e o navegador (browser)
  • Acompanhe periodicamente o extrato bancário e a fatura do cartão – avise o banco imediatamente se constatar algum crédito ou débito irregular
COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

9 − 1 =